sexta-feira, 13 de junho de 2008

Ouviram do Ipiranga as margens plácidas...

Qual o sujeito do verbo ouvir, que consta do primeiro verso do Hino Nacional?


Nos versos do Hino Nacional ocorre uma inversão extraordinária:
"Ouviram do Ipiranga as margens plácidas / de um povo heróico o brado retumbante" em ordem direta fica da seguinte maneira:
As margens plácidas do Ipiranga ouviram o brado retumbante de um povo heróico. Analisando-se sintaticamente essa oração:
Sujeito: Quem é que ouviu?
Resposta: As margens plácidas do Ipiranga; sujeito simples, pois apresenta um só núcleo: margens.
Verbo transitivo direto: ouviu, pois quem ouve, ouve algo/alguém.
Objeto direto: o brado retumbante de um povo heróico, pois as margens ouviram o quê? Resposta: o brado retumbante....

11 comentários:

Ade disse...

Prof. preciso da sua ajuda

No verso do Hino Nacional Brasileiro -

Ouviram do Ipiranga as margens placidas de um povo heroico ....

Onde esta o sujeito nesta frase

Dílson Catarino disse...

Os versos do Hino Nacional sofreram inversão de seus termos. A ordem direta é a seguinte:
"As margens plácidas do Ipiranga ouviram o brado retumbante de um povo heróico" em que o sujeito é simples: "as margens plácidas do Ipiranga".

Catarino disse...

Convido que vá ao meu blog e descubra que data é comemorada hoje em todo o mundo.

Luiza disse...

Acho incoerente o verso do Hino nacional e para mim é mal explicado, quando se diz "Ouviram do Ipiranga as margens placidas..." da a entender que alguem no caso indeterminado ouviu e não que as margens placidas do ipiranga ouviram.

José Henrique S. Pereira disse...

Luiza, nesta estrofe do hino nacional é empregada uma figura de linguagem chamada figura de construção a "Inversão", aonde ocorre a mudança da ordem direta dos termos na frase (sujeito + predicado + complementos).


"Ouviram do Ipiranga as margens plácidas De um povo heróico o brado retumbante" (Hino Nacional Brasileiro) (ordem direta: As margens do Ipiranga ouviram o brado retumbante de um povo heróico.)

Juliaa disse...

"ouviram do ipiranga as margens placidas"

QUAL O SUJEITO?????

Dílson Catarino disse...

Júlia,
Leia o texto que sua pergunta está respondida lá!

Marcus disse...

Professor, caso fôssemos reescrever a frase colocando o acento da crase em "Ouviram do Ipiranga às margens plácidas..." a função sintática do termo mudaria? Qual ia ser agora?
Obrigado!

Renato Peron disse...

não pode usar crase, pq quem ouve, ouve algo, alguma coisa, não rege a preposição A..

nilma disse...

Foi utilizada uma figura de linguagem chamada "personificação" em que fazemos seres inanimados ou irracionais agirem e sentirem como pessoas humanas.
Então: As margens plácidas = Seres inanimados.

nilma disse...

Resposta para Marcus e Renato Peron;
Se houvesse crase o sujeito seria indeterminado.